Aprovação da Medicina Ortomolecular

Há alguns recebemos uma correspondência da FAPS ( Fundação de Apoio à Pesquisa e Estudo na Área de Saúde ), comunicando a aprovação da prática Ortomolecular pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura), com isso validando minha titularidade conquistada através de provas curriculares realizadas em 1997, aplicadas pela AMBO (Associação Médica Brasileira de Oxidologia).
A aprovação é um prêmio merecido para quem estuda, atua, acredita e defende a Ortomolecular.
Apesar de sermos perseguidos e criticados por colegas em exercer com precisão, objetividade e clareza a Ortomolecular, as prescrições para nossos pacientes têm credibilidade científica e resultados satisfatórios em cada receituário aviado .
Diante da aprovação, muitos profissionais que não assumiam e não defendiam a Ortomolecular, porque não tinham coragem de serem “ousados” e acreditar nos avanços científicos, passaram a aplicar a Ortomolecular, aleatoriamente sem conhecimento profundo e sem embasamento ético e intelectual.
Se não acreditavam na resposta da nova fase da medicina, como poderiam atuar de forma científica e correta em uma prática que acima de tudo, tem que acreditar na ciência para obter resultados satisfatórios?
E acreditar nos faz obter raciocínio lógico e complexo da Ortomolecular, que é individual a cada caso, não existe um receituário com substâncias e dosagens pré-estabelecidas; o profissional tem que sentir, acreditar e estudar a Ortomolecular, assim como o resultado.
Aparecerão vários profissionais “paraquedistas” (infelizmente) para atuar na Ortomolecular, sem ao menos saber quais são os verdadeiros princípios do conhecimento para praticá-lo.
Há muitos anos acompanhamos a evolução da Ortomolecular, sempre atualizando em seus raciocínios e novos conhecimentos.
O ser humano tem por comodismo trilhar os caminhos mais fáceis; escolhemos o mais tortuoso e longo, onde exige mais para atingir objetivos, com maior dificuldade para alcançá-los, devido a grande dedicação e desafios.
Nossa meta é fazer a prevenção, tratar as patologias e melhorar a qualidade de vida dos nossos pacientes, independente de nossas abdicações.
Hoje vemos que é válido, deparar com nossos pacientes saudáveis.
Muitos dos nossos conhecimentos científicos e reconhecimento dos pacientes no Brasil e Exterior, devemos ao mestre Dr. Efrain Olszewer, pelos seus cursos e livros, que hoje, continuam nos orientando em conhecimentos cada vez mais profundos e amplos. Seremos sempre gratos ao mestre pelos ensinamentos da Ortomolecular.
As críticas que foram depreciativas, servirão de combustível, aguçando ainda mais as nossas buscas dos benefícios científicos, proporcionadas pela Ortomolecular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topo